Há alguns anos atrás nunca colocaria a hipótese de trabalhar no ramo das telecomunicações e, no entanto, é nessa área que me encontro empregado. Após várias entrevistas em consultoras e simultaneamente a terminar a tese de mestrado em Engª Electrónica, tive a sorte de ser chamado para uma entrevista na Nokia Siemens Networks (NSN), a conceituada empresa de telecomunicações móveis. Desde cedo me avisaram de que não procuravam um expert em telecomunicações, mas sim de um engenheiro, com as valências e capacidades que normalmente um engenheiro formado no IST tem: conhecimento, capacidade de trabalho, adaptação a novas circunstâncias, tenacidade, perseverança e inovação.

 

Aliando uma boa proposta, com boas condições de trabalho, à atual crise económica/financeira, não pude dar-me ao luxo de esperar que um emprego na área da eletrónica me viesse parar ao colo. Este foi e continua a ser o meu primeiro emprego “a sério” após a conclusão do mestrado. Sei que não será o último, pois já não existem empregos para a vida. No entanto, quem espera sempre alcança, talvez um dia regresse à eletrónica, que continua a ser a base da minha formação académica e voltar a trabalhar em PCBs, algoritmos e circuitos integrados. Poderão afirmar que andei a desperdiçar 5 anos da minha vida a estudar uma matéria que não me serve para nada. Total engano! A capacidade de trabalho, de esforço e as muitas noites de sacrifício (entenda-se, sacrifício da vida pessoal) passadas no polo do IST no Taguspark, quer a estudar, quer a realizar projetos para esta ou para aquela disciplina deram-me, como se costuma dizer, arcaboiço mental para enfrentar quaisquer dificuldades que possam surgir.

No mundo de trabalho há muito mais responsabilidade mas a recompensa é muito maior. Se valeu a pena tamanho esforço e noitadas de projetos? Posso afirmar desde já que sim! É algo que faz parte do percurso académico e que nos faz crescer enquanto colegas e enquanto pessoas. Na NSN valoriza-se o espírito de equipa, a capacidade de debater problemas e estar com a mente aberta a novas soluções. Quando a equipa rema no mesmo sentido, dos resultados advêm avaliações muito positivas. Para finalizar, apenas queria dizer que, apesar das circunstâncias atuais serem tão adversas à procura de um bom emprego, não desmoralizem! Há bastantes oportunidades por aí, mesmo que não seja na vossa área de formação. Um grande abraço e bons projetos!

 
 
Joomla template by Joomlashine.com